Noticias

Policial Militar encontrado queimado na Ilha tem morte cerebral

O cabo Claudio de Oliveira Reynaldo, de 40 anos, lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Complexo do Alemão, teve sua morte cerebral confirmada na tarde de quarta-feira, no Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio. Ele estava internado desde o dia 23 de agosto, quando foi encontrado com queimaduras de segundo grau nos membros superiores após ter sido vítima de um assalto na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio.

Agentes da 37ªDP (Ilha do Governador) investigam se o policial foi sequestrado por bandidos após sair de um restaurante com amigos e conseguiu sobreviver após ter sido trancado dentro de seu carro em chamas. Reynaldo foi encontrado na Estrada das Canárias próximo à comunidade Parque Royal, e conduzido ao Hospital Central da PM. Sua arma, seu carro e seus documentos haviam sido levados pelo bandido. Há suspeitas de que bandidos incendiaram o carro de Claudio, após descobrirem que ele era policial.

No dia seguinte após ser encontrado, policiais do 17ºBPM (Ilha) localizaram um carro carbonizado na Estrada de Tubiacanga, a dois quilômetros de onde o PM foi encontrado. O veículo, com marcas de tiros, seria do militar.