Noticias

Guerra entre traficantes de drogas deixa mais de mil alunos sem aulas no Rio

Mais um dia de confronto entre traficantes de drogas que atuam nas regiões do Rio Comprido, Santa Teresa, Catumbi e Estácio e lutam pelo domínio do tráfico de drogas deixou 1.280 alunos das escolas e Espaços de Desenvolvimento Infantil da prefeitura do Rio sem aulas hoje (4). Pela manhã, houve confronto envolvendo traficantes dos morros do Fallet e da Coroa, que ficam nos bairros do Rio Comprido e Santa Teresa. Segundo a Polícia Militar, não houve registro de feridos.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, uma creche e dois Espaços de Desenvolvimento Infantil não funcionaram no turno da manhã e também não abriram no turno da tarde. As unidades atendem a 656 alunos. Em Santa Teresa, uma creche que atende a 224 alunos também não funcionou por medida de segurança.

A Polícia Militar cerca a região e faz operações diárias nas comunidades que ficam perto da região central da cidade, onde há troca de tiros. O Batalhão de Operações Especiais, o Choque e o Batalhão de Ações com Cães estão vasculhando as comunidades da Coroa, São Carlos e Fallet à procura dos criminosos.

Policiais do Bope que patrulhavam as comunidades do Fallet/Fogueteiro, onde há uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), prenderam dois suspeitos com uma pistola automática e dois carregadores. Os detidos foram encaminhados à Central de Flagrantes da Cidade da Polícia. Homens do Batalhão de Choque e de Ações com Cães fizeram operação no Morro da Coroa, sem registro de prisões ou apreensões de drogas nas duas comunidades. Homens da tropa de Choque reforçam também o policiamento em apoio aos militares da UPP Coroa.

Guerra

Os tiroteios tiveram início na noite da última sexta-feira (30) e levaram pânico aos moradores. O confronto durou toda a noite e madrugada e moradores que retornavam do trabalho evitaram voltar para casa, com medo de ser atingido por balas perdidas.

No dia seguinte (1º), véspera das eleições municipais, a Polícia Militar fechou, por medida de segurança, a Rua Itapiru, que divide os bairros do Rio Comprido e Catumbi. Os traficantes estão armados de armas pesadas, como fuzis, que um tiro pode atingir a mais de 2 mil metros.

No domingo (2), houve uma trégua nos confrontos, devido às eleições municipais. No final da tarde, traficantes do Morro da Coroa passaram de moto e bicicleta avisando aos comerciantes e moradores da região, que a troca de tiros recomeçaria após o término da votação.

Na madrugada de ontem (3), um homem que teria ligação com o tráfico de drogas, morreu no Hospital Municipal Souza Aguiar, após estar junto com vários criminosos que trocaram tiros com policiais do Batalhão de Choque da PM.

 

 

(Fonte Agência Brasi)