Noticias

Produtores do Rio de Janeiro comemoram o Dia Nacional da Cachaça

copo-e-cana

Segundo maior exportador de cachaça do  país, depois de São Paulo, com US$ 2,5 milhões exportados este ano, equivalente a cerca de R$ 5,6 milhões, o  Rio de Janeiro comemorou neste sábado (13) o Dia Nacional da Cachaça. O estado contabiliza 65 empresas  dedicadas à produção da bebida.

“Temos um protagonismo no mercado internacional da cachaça, com premiações e resultados expressivos no mercado externo”, comentou a presidenta da  Associação dos Produtores de Cachaça do Rio de Janeiro (Apacerj), Katia Alves Espírito Santo. Segundo ela, a receita com exportações de cachaça do Brasil somou, em 2013, US$ 16,59 milhões. Desse total, 15% foram referentes à cachaça fluminense. “Temos um destilado de alta qualidade, com maior valor agregado, o que nos permite essa receita”, salientou.

O Rio de Janeiro ocupa a sétima posição entre os produtores nacionais. Katia Espírito Santo informou que o Brasil tem capacidade instalada de 1,2 bilhão de litros. Conforme dados do Instituto Brasileiro da Cachaça (IBC), a produção atual é de aproximadamente 800 milhões de litros. Acrescentou que a cadeia produtiva é formada, em boa parte, por produtores de pequeno e médio porte e que empregam milhares de pessoas.

Das  33 marcas certificadas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro),  nove são fluminenses, o que significa  30% do total. “Em 2013, recebemos mais de 40 prêmios. O empresariado faz o dever de casa”, disse Katia, destacando o apoio de mais de uma década do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) ao setor.

 

(Agência Brasil)