Destaques

Lista dos jogadores convocados pelo Dunga para jogos contra Argentina e Japão

dunga_0

O técnico Dunga anunciou nessa quarta-feira (17) a lista dos jogadores convocados para o Superclássico das Américas contra Argentina, e para o amistoso contra o Japão, em outubro. Esta é sua segunda convocação desde que reassumiu o comando da Seleção Brasileira.

A lista traz apenas duas novidades em relação a convocação anterior: os laterais Mário Fernandes, do CSKA da Rússia e Dodó, atualmente no Inter de Milão.

Contestado pelo fato de Mário Fernades já ter sido convocado por Mano Menezes, em 2011, e se recusado a defender a equipe canarinha, Dunga disse todos merecem uma segunda chance. “Pelas minhas informações, ele não é um jogador contestador, mas tímido. Seu erro no passado pode ter sido justamente por esse temperamento”, disse o técnico.

Confira a lista de convocados por Dunga:

Goleiros

Jefferson (Botafogo)
Rafael Cabral (Napoli)
Laterais

Danilo (Porto)
Filipe Luís (Chelsea)
Mario Fernades (CSKA)
Dodô (Inter de Milão)

Zagueiros

David Luiz (Paris Saint-Germain)
Marquinhos (Paris Saint-Germain)
Gil (Corinthians)
Miranda (Atlético de Madrid)

Volantes

Luiz Gustavo (Wolfsburg)
Elias (Corinthians)
Fernandinho (Manchester City)
Ramires (Chelsea)
Meias

Oscar (Chelsea)
Everton Ribeiro (Cruzeiro)
Ricardo Goulart (Cruzeiro)
Philippe Coutinho (Liverpool)
Willian (Chelsea)

Atacantes

Neymar (Barcelona)
Diego Tardelli (Atlético-MG)
Robinho (Santos)

Convocado para o jogo contra o Equador, após o corte de Maicon, Fabinho, do Monaco e Marcelo, do Real Madrid, chamado para substituir Alex Sandro, cortado por lesão, ficaram de fora da lista. Mas o nome de Fabinho, que defende a seleção sub-21, deve aparecer na lista de jogadores da equipe pré-olímpica, que será diviulgada pelo técnico Alexandre Gallo.

Jogos

O Brasil enfrentará a Argentina no dia 11 de outubro no Estádio Ninho do Pássaro, em Pequim, às 20h05 (9h05 de Brasília). O jogo contra o Japão será no dia 14 de outubro, em Cingapura, às 18h45 do local (7h45 de Brasília).

O último teste do ano da seleção está marcado para o dia 12 de novembro, em Istambul, contra a Turquia.

 

Confira a lista anterior de convocados por Dunga

Goleiros
Jefferson (Botafogo)
Rafael Cabral (Napoli)

Laterais
Maicon (Roma)
Danilo (Porto)
Filipe Luís (Chelsea)
Alex Sandro (Porto) – cortado por lesão*

*Marcelo, do Real Madrid, foi chamado para substituir Alex Sandro

Zagueiros
David Luiz (Paris Saint-Germain)
Marquinhos (Paris Saint-Germain)
Gil (Corinthians)
Miranda (Atlético de Madrid)

Volantes
Luiz Gustavo (Wolfsburg)
Elias (Corinthians)
Fernandinho (Manchester City)
Ramires (Chelsea)

Meias
Oscar (Chelsea)
Everton Ribeiro (Cruzeiro)
Ricardo Goulart (Cruzeiro)
Philippe Coutinho (Liverpool)
Willian (Chelsea)

Atacantes
Hulk (Zenit) – cortado por lesão*
Neymar (Barcelona)
Diego Tardelli (Atlético-MG)

*Robinho, do Santos, foi chamado para substituir Hulk

Reconduzido ao cargo para liderar a renovação da Seleção Brasileira, que caiu de maneira vexatória na semifinal da Copa do Mundo realizada em casa, Dunga chamou dez remanescentes do Mundial para os dois primeiros jogos de sua segunda passagem pela Seleção. São eles: Jefferson, Maicon, David Luiz, Luiz Gustavo, Fernandinho, Ramires, Oscar, Hulk, Willian e Neymar.

A maioria dos chamados por Dunga joga fora do país. Dentre os escolhidos, seis atuam no futebol brasileiro: Jefferson, Gil, Elias, Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Diego Tardelli. Cruzeiro e Corinthians, com dois jogadores cada, foram os times que mais cederam atletas para a Seleção: “Há uma norma de não tirar muitos jogadores dos times, então o limite é dois jogadores por equipe”, explicou o técnico, em entrevista coletiva. Com o chamado, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro e Atlético-MG ficarão desfalcados de seus atletas por duas rodadas do Campeonato Brasileiro – a 19ª e a 20ª.

A relação também conta com três estreantes, que jamais tinham sido convocados para a seleção principal. É o caso do zagueiro corintiano Gil e da dupla de meias cruzeirenses, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart. Dunga também resgatou jogadores que não apareceram nas listas de seu antecessor Felipão, como o atacante atleticano Diego Tardelli, os laterais Alex Sandro e Danilo, do Porto, o zagueiro Miranda, do Atlético de Madrid e o meia Philippe Coutinho, do Liverpool. “Os jogadores que estão nesta lista vão ter esta oportunidade. Este é só um início de trabalho. Nenhum jogador que não está nessa lista pode sentir que não voltará à Seleção, e nem os que estão aqui tem vaga garantida”.

Os amistosos contra Colômbia e Equador são os primeiros compromissos do Brasil em seu novo ciclo. O teste inicial será contra a Colômbia, seleção eliminada pelos comandados de Felipão nas quartas de final do Mundial do Brasil. O jogo será no dia 5 de setembro, no estádio Sun Life, em Miami. No dia 9 de setembro, o time verde e amarelo joga contra o Equador, no estádio Metlife, em Nova Jersey.

Em agosto de 2006, quando elaborou uma lista de convocados pela primeira vez, Dunga deixou de lado jogadores que atuavam no futebol nacional e deu oportunidade para atletas que jogavam em ligas de menor expressão na Europa, como a russa e a ucraniana. Na época, apenas cinco jogadores que vestiam as cores de clubes do país foram chamados para o amistoso contra a Noruega.

Ao longo da caminhada até a Copa de 2010, que incluiu rodadas das Eliminatórias sul-americanas, Copa América, Copa das Confederações e amistosos, o treinador da seleção convocou 85 jogadores. Dos 22 nomes que apareceram na lista inaugural de Dunga, dez confirmaram sua ida para o Mundial da África do Sul, quatro anos depois.

A Seleção tem mais três amistosos agendados até o final do ano: no dia 11 de outubro, faz o Superclássico das Américas contra a Argentina no estádio Ninho de Pássaro, em Pequim, na China. Três dias depois, segue para Singapura, onde jogará contra o Japão. O último teste do ano está marcado para o dia 12 de novembro, em Istambul, contra a Turquia.