Noticias

Preso brasileiro suspeito de matar ex-namorada na Austrália

A polícia do Rio de Janeiro prendeu neste sábado (7) o engenheiro Mário Marcelo Santoro, suspeito de matar a namorada Cecília Haddad, na Austrália.

A prisão ocorreu na casa de um parente dele em Botafogo. Mario foi preso por policiais da 18ª DP (Praça da Bandeira), coordenados pela delegada Elisa Borboni. Ele teve prisão decretada na última sexta-feira.

Segundo o delegado Brenno Carnevale, autorizadas pela Justiça, equipes da Delegacia de Homicídios do Rio fizeram, na manhã desta sexta (6), buscas na casa de Mário e dos pais dele, na Avenida Atlântica, onde ele não foi encontrado. Os agentes também o procuraram em endereços de seus parentes na Zona Sul do Rio, mas sem sucesso.

A Polícia Civil do Rio teve conhecimento do caso no início de maio, através da família da vítima, que informou à DH que o corpo de Cecília tinha sido encontrado no rio Lane Cover, em abril, com sinais de morte por enforcamento.

A investigação da DH já ouviu familiares de Cecília Müller Haddad e providenciou análise pericial de alguns documentos que a família forneceu.

A Polícia Civil informou também que já solicitou, por meio da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) brasileira, a colaboração da Interpol australiana par investigar o caso, mas ainda não obteve resposta.

Cecilia tinha se mudado para a Austrália em 2007, trabalhando como gerente da cadeia de suprimentos para o centro de operações remotas integradas da BHP na Austrália Ocidental antes de se mudar para o estado de Nova Gales do Sul em 2016. Ela tinha aberto a própria empresa de consultoria pouco tempo antes da morte.