Noticias

Pezão afirma que policias enfrentam criminosos cada vez mais armados e insanos

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, afirmou hoje (6) que as forças policias do estado enfrentam criminosos “cada vez mais fortemente armados e insanos”. Pezão lamentou as mortes de uma menina de 3 anos e de um adolescente de 13, vítimas de tiroteios nesta terça-feira.

“As nossas polícias têm sido incansáveis no cumprimento de seu papel de combate à criminalidade. A Polícia do Rio está trabalhando muito, enfrentando bandidos cada vez mais fortemente armados e insanos e prendendo cada vez mais criminosos”, disse Pezão em nota divulgada na noite desta terça-feira.

A menina Emilly Sofia Neves Marriel foi atingida por disparos feitos por criminosos contra o carro da família dela, quando saía de uma lanchonete em Anchieta, na zona norte do Rio de Janeiro.

O outro caso envolve um confronto entre policiais e traficantes na comunidade Nova Holanda, no Complexo da Maré. O adolescente Jeremias Moraes foi atingido durante a troca de tiros e levado ao Hospital Municipal Souza Aguiar, mas não resistiu e morreu. Por causa do confronto, três das principais vias do Rio de Janeiro chegaram a ser interditadas: a Linha Vermelha, a Linha Amarela e a Avenida Brasil.

“Estou indignado como toda a população. Essa não é a cidade que todos nós queremos. Quando acontecem fatos tristes e lamentáveis como esses, é um pedaço da gente que vai embora”, acrescentou Pezão.

Segundo o governador, os policiais do estado vêm trabalhando de forma incansável no combate à criminalidade e as interdições realizadas hoje visaram dar segurança aos cidadãos. “Ontem mesmo, a Polícia Militar prendeu bandidos em Resende que iriam trazer 40 pistolas para o Rio. Há poucos dias, a Polícia Civil e a Polícia Rodoviária Federal prenderam um militar com 60 armas, entre fuzis e pistolas, munição e drogas na Via Dutra. Vamos continuar firmes trabalhando incansavelmente na busca da paz, que todos nós almejamos”, escreveu.