Noticias

Polícia Militar cumpriu 64 mandados de prisão

Com objetivo de desarticular o tráfico de drogas na região Sul Fluminense do Rio, a Polícia Militar, em operação conjunta com o Ministério Público, cumpriu 64 mandados de prisão nesta quinta-feira. Do total, 15 eram mulheres, apontadas como companheiras de traficantes. Outras 14 pessoas foram detidas em flagrante. Também foram efetuados 44 mandados de busca e apreensão.

“O que chamou atenção foi a participação expressiva das mulheres com o tráfico. Elas atuam mais na área da contabilidade, devido ao grau de confiança que possuem junto aos companheiros criminosos”, destacou Diogo Erthal, promotor do MP.

Dos mandados de prisão da operação Coroados II, 33 pessoas estavam em liberdade. “Precisamos destacar a importância de cumprir os mandados de prisão aos alvos já presos, pois eles irão cumprir uma pena adicional, ficando mais tempo afastados da sociedade”, explicou o coronel Antônio Goulart, coordenador de Inteligência da PM.

Apesar do foco da operação ter sido o Sul Fluminense, principalmente em Valença e Barra do Piraí, a ação teve desdobramentos em comunidades cariocas que abastecem o tráfico daquela região. A PM fez incursões em Acari, Muquiço, Morro do Dendê e Complexo da Maré, onde um suspeito foi morto, um fuzil, dois rádios transmissores e drogas foram apreendidos. Outras três armas foram capturadas na operação. Em Acari e Muquiço, 19 veículos roubados foram recuperados.Um dos mandados de prisão era contra o traficante conhecido como Lúcio Flávio, que cumpria pena socioeducativa como menor de idade, mas completou a maioridade e continuou articulando ações junto ao tráfico. Com o mandado de ontem, ele foi transferido para o complexo penitenciário. Outro preso é Bruno Gonçalves da Silva, vulgo Sapato, que já tinha cumprido pena por três vezes e estava envolvido na morte de um guarda municipal em 2012, na Maré.