Noticias

Michel Temer é acusado de “vender floresta amazônica”para se manter no poder

Matéria publicada nesta quarta-feira (31) pelo jornal francês Le Monde fala sobre a decisão da Justiça brasileira em suspender a exploração mineral na Amazônia.

Monde destaca que “foi uma vitória para os defensores da floresta amazônica” e explica que a extinção da Renca, Reserva Nacional do Cobre e Associados, foi autorizada por decreto pelo presidente Michel Temer no dia 23 de agosto, e beneficiaria mineradoras do setor privado.

O diário informa que a reserva ambiental “do tamanho da Dinamarca” tem ouro, ferro, cobre e magnésio em seu território e somente empresas públicas tinham autorização para explorar minérios na região até o momento.

Le Monde sentencia: “Uma verdadeira mina de ouro que acabou entrando nas negociações políticas do presidente para se manter no poder apesar das denúncias de corrupção”.

O vespertino aponta que a decisão do presidente Temer provocou protestos de organizações de defesa do meio ambiente no Brasil e em todo mundo, que comemoraram a liminar desfavorável ao governo, deferida na 21ª Vara Federal, ao decreto presidencial.