Destaques

Correios vão lançar 3º Plano de Demissão Incentivada de 2017

Os Correios vão lançar nos próximos dias um terceiro e mais flexível Plano de Demissão Incentivada deste ano. Trata-se de uma iniciativa para reduzir custos com benefícios a empregados e tentar evitar o terceiro ano consecutivo de prejuízos, disse o presidente da companhia, Guilherme Campos, em entrevista à Reuters.  Após ter desligado 6,2 mil empregados nas duas primeiras edições do programa, a empresa agora vai eliminar a exigência de idade mínima de 55 anos, abrindo a adesão a todos os empregados com ao menos 15 anos de casa. O público-alvo é de 5 mil pessoas.  Hoje com 108 mil empregados, a empresa enfrenta os resultados de anos de má gestão.

De acordo com o presidente da estatal, Guilherme Campos, uma das causas da falta de caixa da  Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos , foram as antecipações de dividendos, feitas entre 2007 e 2013, da ordem de R$ 6 bilhões. Como estatal, os Correios devem repassar parte do seu lucro para o Tesouro Nacional, o que, segundo Campos, foi feito“sem dinheiro disponível para tantas retiradas”. A empresa chegou a pedir um aporte de capital de R$ 840 milhões, que foi negado pelo Tesouro Nacional.