Noticias

Pai assassinou filho de 13 anos em Araruama para não pagar pensão

Pai acusado de matar o filho em Araruama foi preso por Policiais Civis da 118ª DP   na tarde desta quarta feira 3-5 -2017 Após investigação  para apurar as circunstâncias do  assassinato  do estudante Robson da  Silva Ribeiro Júnior, de 13 anos de idade,que foi dado como desaparecido no dia 06/03/2017 , o corpo de Robson foi encontrado no dia 10-03-2017 enterrado nas areias da Praia do Dentinho, no distrito de Praia Seca, em Araruama, os agentes da  118ª DP  desvendaram o crime verificando inúmeras câmeras de vigilância que possibilitaram refazer todo o trajeto da vítima após sair da porta do colégio onde sua mãe deixou -o no colégio que estudava, no bairro XV de Novembro. 

 Verificando as imagens das  câmeras de vigilância os policiais constataram  o veículo do pai de Robson trafegando   nos mesmos locais e horário em que seu filho foi visto com vida.

Os policiais  constataram que na tarde  em que Robson foi assassinado o seu pai esteve no mesmo local ,em que o corpo foi encontrado quatro dias depois.

Chamado nesta quarta feira 3-5-2017  para depor, o pai inicialmente contou uma versão envolvendo pessoas  para reforçar seu álibi, porém todos foram convidados para prestar esclarecimentos e negaram a história contada por ele.diante da negação o pai foi confrontado com as evidências produzidas com as investigações, e ele não sustentou a versão prestada inicialmente, e durante o depoimento mudou a versão.

O pai mudou novamente a  versão, passando a contar uma terceira historia dizendo que encontrou com seu filho Robson Junior por acaso perto do colégio e o convidou a ir a praia,chegando na praia, por um descuido,Robson Junior teria se afogado e ele teria enterrado o filho para não ser responsabilizado,versão que não condiz com as provas dos autos.

Evidencias das investigações apontam que  Robson Junior teria sido morto por conta de disputa envolvendo pagamento de pensão alimentícia.

O pai assassino Robson  da Silva Ribeiro encontra-se preso, à disposição da justiça.