Noticias

Governo apurará erros na Pnad

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão publicou nota na noite de hoje (19)  manifestando-se sobre os erros na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada ontem (18). O órgão anunciou que vai criar uma comissão formada por especialistas renomados e instituições independentes para analisar a consistência da pesquisa.

Ainda de acordo com o comunicado, será criada comissão de sindicância para apurar as razões dos erros e responsabilidade funcional. Caso esta última fique provada, poderá haver medidas disciplinares, informa a nota. Segundo o texto, a comissão de sindicância será integrada pela Casa Civil, pelos ministérios do Planejamento e da Justiça e pela Controladoria-Geral da União.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), houve erro em alguns dos resultados informados. O índice de Gini, por exemplo, que mede a desigualdade no país, em 2012 estava em 0,496 e, em 2013, caiu para 0,495, o que mostra redução da desigualdade social. No entanto, inicialmente havia sido divulgado índice de 0,498, o que mostraria aumento do índice.