Destaques

33 ônibus irregulares são recolhidos no Rio

Sem título

Fiscais do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) recolheram 33 ônibus e aplicaram 41 multas em operação especial hoje  (25), na Rodoviária Novo Rio e no Terminal Américo Fontenelle, na região central do Rio de Janeiro. Segundo o Detro, a ação é feita periodicamente, motivada por reclamações de usuários. Os dois terminais também foram escolhidos para a ação por concentrarem o maior número de linhas intermunicipais que têm o Rio como destino – a Rodoviária Novo Rio tem 87 linhas e o Américo Fontenelle 93.

A coordenadora da operação do Detro, Maria de Fátima Virgínio, disse que alguns dos problemas encontrados em outras fiscalizações ainda são frequentes. “A gente vem combatendo a dupla função, a questão da acessibilidade, se o elevador do cadeirante está operando normalmente, porque ainda é muito comum encontrarmos essas infrações. Alguns dos problemas que diminuíram, por outro lado, foram os carros com problemas de documentação e em mau estado de conservação”, contou.

Outras irregularidades encontradas se referem a problemas na iluminação, falta de despachante no ponto e não cumprimento dos horários. Os agentes do Detro também fizeram teste de bafômetro em 74 motoristas, mas em nenhum deles foi registrada presença de álcool no sangue. No Terminal Américo Fontenelle, um dos condutores que passaram pelo teste, Wallace Alves Barbosa, disse apoiar a fiscalização do órgão. “A gente costuma levar em média 72 passageiros por viagem. O motorista não pode dirigir alcoolizado, são muitas vidas em jogo”.

O assistente de tesouraria Victor Valente, de 22 anos, é um dos passageiros que circulam diariamente pelo Terminal Américo Fontenelle, e contou à Agencia Brasil alguns dos problemas que enfrenta nos ônibus. Segundo ele, “os veículos até que estão em boas condições, mas no horário de pico a frota não é suficiente na maioria das linhas, todos vão lotados. Na linha que pego, chegam a ficar duas filas de passageiros aguardando o próximo ônibus chegar. Outro problema é que na maioria dos veículos não há cobrador, é o motorista que acumula essa função”.

De acordo com o Detro, as multas aplicadas variam de R$ 560 a R$ 2,56 mil, e as empresas multadas podem recorrer. Também informou que os passageiros podem enviar suas queixas por meio do telefone da Ouvidoria do Detro (3883-4141) ou pelo e-mail ouvidoria@detro.rj.gov.br.

 

 

(Agência Brasil)