Noticias

Procon autua hotel onde seleção da Itália ficará hospedada


A Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), por meio do Procon Estadual, realizou nesta segunda-feira (26/05) mais uma etapa da Operação Camisa 10, planejada com vistas à Copa do Mundo. Os fiscais estiveram em Mangaratiba para vistoriar restaurantes, supermercados, padarias, lojas, e o Hotel Portobello, onde a seleção italiana vai se hospedar durante o Mundial. Dos 13 estabelecimentos vistoriados, oito foram autuados e serão multados por diversas irregularidades. No total, foram descartados mais de 218kg de alimentos impróprios para consumo.

No Hotel Portobello, os agentes descartaram 25kg de massas, camarão, salmão e margarina vencidos, além de 24kg e 150g de produtos sem especificação quanto ao prazo de validade. Entre os alimentos encontravam-se picanha, molhos, coração, queijo, açúcar e peixes. O hotel não disponibiliza cartazes com o Disque Procon 151 e com a informação de que é proibido hospedagem de crianças e adolescentes desacompanhados. Não divulga, ainda, folhetos sobre a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e não fornece preservativos aos clientes. Na semana passada, a Operação Camisa 10 visitou outros dois hotéis que vão hospedar seleções durante a Copa. Em São Conrado, no Hotel Royal Tulip, onde o time da Inglaterra vai se instalar, os fiscais inutilizaram 2kg e 362g de manteiga, presunto de parma e salmão vencidos. O hotel também foi autuado por não fornecer preservativos aos hóspedes. Já o Hotel Caesar Park, no qual ficará a seleção holandesa, passou sem problemas pela fiscalização.

Ainda em Mangaratiba, os agentes encontraram 10kg e 230g de alimentos impróprios para consumo na Padaria Pingo de Ouro. Mais de 1kg e 500g de molho branco estavam fora do prazo de validade desde março. Bebidas e outros produtos são estocados em contato direto com o chão da cozinha. Os agentes flagraram, ainda, baratas no balcão, no freezer e no refrigerador de água que serve para a feitura dos pães. No freezer, foram vistos restos de comida e sangue de carne que confirmaram as péssimas condições de limpeza do local. O refrigerador de água e o freezer foram interditados até que as irregularidades sejam sanadas.

No Point do Pão, só de mistura para bolos vencida foram descartados 20kg e 350g, além de 1kg e 500g de canela em pó. Os fiscais encontraram, ainda, 9kg de massa de broa de milho e de frios sem informações sobre a validade. A cozinha do local foi interditada e só será liberada após a sua limpeza ser comprovada pelo Procon Estadual. Já a padaria Zenil não tinha alvará de funcionamento e alvará dos bombeiros. Portanto, ficou estipulado um prazo de 15 dias para apresentação dos documentos. Também foram descartados 12kg de quibe, 8kg e 500g de coxinha e 6kg e 900g de rissole sem identificação no estabelecimento.

Os restaurantes Brojo, Brotinho e Oceano; além da pizzaria Brojo e do supermercado Careca, não apresentaram irregularidades.

Balanço da Operação Camisa 10:

1 – Hotel Portobello (Rodovia BR 101, Km 47): 5kg de massa de lasanha, 5kg de camarão, 5kg de ravióli de frango, 2kg de salmão, 3kg e 500g de espaguete, 3kg de capelete e 1kg e 500g de margarina vencidos; 3kg de ravióli, 3kg de picanha, 15kg de salmão, 1kg e 300g de coração, 500g de peixe, 800g de molhos, 400g de queijo e 150g de açúcar sem especificação. Ausência do cartaz que informa o Disque Procon 151. Não fornece preservativos e não divulga a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. Falta cartaz que proíbe a hospedagem de crianças e adolescentes desacompanhados.

2 – Boutique Toca da Onça (dentro do Portobello): Produtos sem preço na vitrine e no interior da loja. Ausência do Código de Defesa do Consumidor e do cartaz que informa o Disque Procon 151.

3 – Mercado Só Preço (Praça Nossa Sra. da Guia, 163): 13kg de presunto e 4kg e 458g mortadela vencidos; 17kg de carré e 2kg e 600g de bife à rolê sem especificação.

4 – Padaria Pingo de Ouro (Av. Mangaratiba, 155): 200g de pão de forma, 140g de doce de leite, 150g de requeijão e 1kg e 600g de molho branco vencidos; 2kg e 800g de frios, 1kg e 800g de linguiça, 900g de massa salgada, 1kg e 400g de salsicha, 410g de hambúrguer, 1kg e 430g de frango e 1kg de carne com aipim sem especificação. Bebidas e alimentos armazenados em contato direto com o chão. Freezer em péssimas condições de higiene e limpeza (restos de comida e sangue). Foi constatada a presença de baratas no balcão, no freezer da cozinha e no refrigerador de água para feitura do pão. Interditado o freezer e o refrigerador de água até que se comprove o cumprimento das exigências.

5 – Point do Pão (Pça Nossa Sra. da Guia, 121): 20kg e 350g de mistura para bolo e 1kg e 500g de canela em pó vencidos; 4kg de massa de broa de milho e 5kg de frios sem especificação. Interdição da cozinha até que se comprove junto ao Procon a sua limpeza.

6 – Zenil Padaria e Lanchonete: 1 caixa de hambúrguer vencida; 12kg de quibe, 8kg e 500g de coxinha e 6kg e 900g de rissole sem especificação. Sem alvará de funcionamento e alvará dos bombeiros. Prazo de 15 dias para apresentação dos documentos.

7 – Mercearia Alto de Ibicuí: 3kg e 100g de carne moída em estoque; 34 embalagens de petit suisse e 4 embalagens de danone vencidos.

8 – Supermercado Unidos (Av. Frei Afonso Jorge Braga, s/n°): 466g de carne de sol, 1kg de lombo fatiado, 400g de strogonoff de frango e 576g de filé mignon vencidos; 43kg e 50g de carne suína, 4kg e 100g de filé de frango, 6kg e 50g de linguiça e 3kg de salsicha sem especificação.