Noticias

Negligência com criança especial, quase causa amputação de braço

Recebemos o email de uma mãe que passou um susto com a filha no hospital que quase teve seu braço amputado por culpa de negligência de enfermeiros.

IMG_20140511_041232188[1]

Leia o relato:

Minha filha Maria Luiza de 2 anos e 10 meses, portadora de sindrome de rett, foi internada dia 09 no Hospital das Clinicas de Teresópolis- RJ com pneumonia e amigdalite, no dia 10 às 17:00 hrs ela perdeu o acesso por onde estava recebendo o antibiótico e precisaram refazer, depois de algumas furadas que são chatas e doloridas, mas são inevitáveis, conseguiram colocar outro acesso, tudo continuou normal, ela continuou com a medição mas percebi que estava mais irritada e mais chorona, de 00:00 hrs às 02:00 da madrugada ela só chorou, se mexia, esfregava as mãos e os pés, parecia agoniada, não era fralda, não era fome, então achei que era das furadinhas de mais cedo, infelizmente ela perdeu mais uma vez o acesso, às 04:00 hrs vieram tentar recolocar pois ela precisava tomar a medição, então enquanto procurava alguma veia, ao levantar a manga do seu casaco, descobrimos que a minha filha estava com o braço garroteado com um pedaço de luva desde às 17:00 hrs do dia anterior, o braço dela estava inchado e com uma marca horrível, eu fiquei atônita, só conseguia chorar, minha filha ficou com a circulação do braço presa durante 11 hrs, ela gritou de dor quando tiraram o garrote e a circulação do braço dela voltou, depois de alguns minutos chorando ela dormiu enquanto eu só conseguia chorar e imaginar que ela sofreu por 11 hrs sem poder me falar, minha filha poderia ter tido problemas gravíssimos, ela não fala e não anda devido a sindrome, só engatinha, imaginem as consequências na vida dela se ela tivesse sofrido alguma lesão mais grave no braço ?! Foi irresponsabilidade, incompetência, falta de atenção e descuido, que graças à Deus não levou à danos mais graves mas poderia ter levado, fizemos um B.O na 110º DP em Teresópolis, o perito foi até ao hospital, fez o corpo de delito e comentou conosco que se minha filha ficasse com o elástico um pouco mais apertado em 8 horas seria caso de amputação. Então pra todos que lidam com vidas, atenção, amem a profissão de vocês e cuidem das pessoas como gostariam de ser cuidados, existem profissões que erros, quando cometidos podem levar a um dano irreparável, procurem a excelência e sejam competentes no que fazem, pois um erro desse tamanho não dá pra relevar e esquecer ! Minha filha sofreu e todos nós sofremos com ela, não vamos esquecer e não vamos deixar passar, já tomamos todas as medidas cabíveis e espero que um erro desses não volte à acontecer!

IMG_20140511_041338972[1]IMG_20140511_041613737[1]