Educação

Funcionários de universidades federais entrarão em greve dia 17 de março

104265

Os funcionários técnico-administrativos das instituições federais de ensino superior decidiram entrar em greve a partir do dia 17 de março. Segundo Paulo Henrique dos Santos, um dos coordenadores gerais da Fasubra (Federação de Sindicato de Trabalhadores Técnico-Administrativo em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil), a categoria busca o cumprimento total do acordo de greve de 2012. A decisão foi tomada em uma plenária realizada neste final de semana, quando foram apurados os resultados das assembleias nas universidades. Santos informou que a participação foi maciça e que a paralisação foi aprovada por ampla maioria. “Falta o governo negociar os resultados dos grupos de trabalho [formados após o fim da greve]. Já temos relatórios, mas o governo não se posicionou ainda. Parte do acordo está sendo cumprida e outra parte não”, disse o coordenador. Entre as reivindicações da categoria estão a implementação da jornada de 30 horas semanais — que, de acordo com Santos, já é prevista por um decreto presidencial, mas nem todas as universidades cumprem –, contagem especial do tempo de serviço para trabalhadores com insalubridade, aprimoramento da carreira, revogação da criação da Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares) e abertura imediata de concursos públicos. No dia 20 de fevereiro a Fasubra realizará um dia nacional de luta. Após a deflagração da greve, no dia 17 de março, o comando de greve definirá o calendário de atividades