Dicas

Cuidados essencias para a saúde das crianças nas férias

As férias escolares chegaram e  representam o  consumo frequente de comidas nada saudáveis. Mas quando o assunto é alimentação dos filhos  todo o cuidado é pouco. Este é o alerta dos endocrinologistas do Bronstein medicina  diagnóstica Mauro Scharf e FredericoMarchisotti.
Devemos tomar  cuidado com o consumo contantes   das guloseimas que tanto chamam a atenção das crianças. Segundo Mauro Scharf, o importante é que elas não substituam a alimentação. “Elas devem ser liberadas após as refeições maiores como o almoço ou jantar. Porém, devem ser observados a idade da criança e o tipo de guloseima”, explica.
O ideal é tentar conservar os horários das refeições como o café da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar. A dieta alimentar das crianças deve ser, mesmo no frio, leve. Deve conter frutas, verduras, legumes, grelhados, assados e refogados. Como o organismo precisa se sentir mais quente, uma alternativa são as frutas assadas, como a banana, o abacaxi e o creme de maçã, que podem ficar ainda mais gostosos com canela.  Para estimular o consumo de verduras e legumes, uma boa opção são as sopas.

Frederico Marchisotti reforça que, neste período, aumentam os casos de gripes, resfriados e doenças respiratórias. “Também por isso o ideal é manter uma alimentação rica em vitaminas e sais minerais, que aumentam a resistência imunológica”, afirma. A dica é aproveitar as frutas da época, que são boas fontes de vitamina C, como morangos, tangerina e laranja.Os pais não podem se esquecer da hidratação, com sucos naturais com frutas ou água de coco. “Energéticos e refrigerantes devem ser evitados. O refrigerante não mantém uma boa hidratação e não contém vitaminas como o suco”, diz.

Para os especialistas, as mães devem ficar atentas para que as crianças não passem tempo demais dentro de casa  , sem praticar atividades físicas. “É importante estimulá-las a vestir um bom agasalho e brincar ao ar livre”, afirma Scharf.

Por fim, é aconselhável que os pais aproveitem as férias escolares para cuidar da saúde  de seus filhos, fazer consultas de rotina e exames necessários. “Iniciar um tratamento de saúde no começo do problema facilita a cura, principalmente em crianças”, finaliza Marchisotti.