Noticias

Bilhete único carioca passa a cobrar R$2,50 (tarifa) enquanto metro já custa R$3,10

Bilhete único Carioca será integração mais barata do país, enquanto temos o metrô mais no mesmo âmbito.

Os usuários que utilizam o Bilhete Único Carioca pagarão R$ 2,50 pelo serviço a partir  do proximo sábado(7/5).

A nova tarifa foi baseada na projeção de preços de mercado do óleo diesel, pneus, componentes para veículos, mão de obra, entre outros itens.

A fórmula de cálculo tem como fontes indicadores da Fundação Getúlio Vargas e do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O edital de licitação do serviço de transporte coletivo de ônibus, realizada no ano passado, previa o reajuste. A regra do reajuste considera a variação dos índices entre os meses de março de 2010 a março de 2011.

Pelo  preço de uma viagem com  o  bilhete unico carioca  o usuario faz duas viagns, em um intervalo de duas horas, nos ônibus das linhas municipais. É a integração tarifária mais barata do Brasil.

Diferente do Metrô da cidade do Rio de Janeiro que passou  a ser o mais caro do Brasil neste sábado (2/5), com o valor de R$ 3,10.

Segundo a Companhia do Metrô de São Paulo 3,7milhoes de passageiros passam por dia nos 70,6 km do metrô pagando R$2,90 . Embora a extensão metroviária carioca seja 42% menor do que a da capital paulista. Para as 620 mil pessoas que passam nos 40,9 Km de trilhos do Metrô Rio diariamente  o custo  chega a ser 7% mais caro. A concessionária que adiministra o sistema de transpote de metrô do Rio defende o aumento de 10% na tarifa unitária de R$ 2,80.

Segundo a concessionaria , há dois anos que a tarifa não é reajustada. O engenheiro e consultor de trânsito Sérgio Ejzenberg afirma que, para uma cidade com mais de 1,5 milhão de habitantes, o Metrô é o único sistema de transporte capaz de atender a demanda. O Metrô consegue assistir às grandes demandas da população, que são transporte para o trabalho e escola, o que em São Paulo representam 80% das viagens. Acredito que no Rio a porcentagem seja a mesma, já que os hábitos são iguais. Em média, o Metrô pode atender 100 mil passageiros por hora/sentido, enquanto ônibus podem atender 42 mil hora/sentido, usando duas faixas da pista. No que se refere ao valor da tarifa, Ejzenberg explica que cabe consultar os custos e o lucro que se quer obter, mas se Caso estiver acima do esperado, o Ministério Público pode entrar com uma ação. Afinal, três fatores incentivam as pessoas a usarem motos e automóveis: tempo, conforto e despesa. De acordo com o MP, a população pode fazer uso da ouvidoria para que o órgão estude alguma medida contra o aumento do bilhete do metrô.