Noticias

Prefeito do Rio suspende aumento de passagens de ônibus

O prefeito Eduardo Paes decidiu suspender o aumento no valor das tarifas de ônibus do Rio de Janeiro. A informação foi confirmada por nota da Secretaria Municipal de Transportes. O aumento estava previsto no contrato de concessão do serviço, mas a atual gestão decidiu descumprir o termo após manifestações contrárias ao aumento do vice-prefeito eleito e futuro secretário de Transportes, Fernando Mac Dowell.

O texto da Secretaria Municipal de Transportes diz que, apesar do Prefeito Eduardo Paes defender o cumprimento do contrato, é preciso respeitar a decisão do prefeito eleito Marcelo Crivella e sua equipe.  Nesta semana, Eduardo Paes afirmou que somente publicaria o aumento da passagem com garantia da próxima gestão de que o ato não seria desfeito.

De acordo com a prefeitura, a fórmula estipulada no contrato a tarifa do Bilhete Único Carioca deveria passar de R$ 3,80 para R$ 3,95, um aumento de 3,9%. A assessoria de Crivella disse que ele vai se manifestar sobre o tema somente depois que tomar posse neste domingo e o assunto será prioridade. E afirmou ainda que Fernando Mac Dowell está fazendo estudos sobre a necessidade do aumento.

O Sindicato das Empresas de Ônibus, Rio Ônibus emitiu uma nota lamentando que futura administração da área de Transportes não tenha respeitado o contrato de concessão assinado em 2010. E disse que este documento é o que garante a segurança jurídica necessária à continuidade dos investimentos feitos pelos consórcios. Segundo o sindicato das empresas, o reajuste anual da tarifa representa a recomposição de custos e obrigações assumidas ao longo do ano, como combustível, mão de obra, entre outras.

O Rio ônibus citou a crise econômica e disse que dados da Secretaria Municipal de Transportes mostram que nos primeiros nove meses deste ano houve uma perda de 48 milhões de passageiros, que vem acentuando o desequilíbrio econômico-financeiro das empresas.

A nota diz que mesmo não concordando com a decisão, o Rio Ônibus diz que continua aberto ao diálogo e se coloca à disposição para esclarecer dúvidas e fornecer as informações financeiras e operacionais.

 

(Fonte Agência Brasil)