Noticias

Ator de ‘The shield’ Michael Jace é condenado por matar esposa

michael-jacejace

O ator norte-americano Michael Jace, conhecido por sua participação na série de televisão “The Shield”, foi declarado culpado nesta terça-feira pelo assassinato de sua esposa April Jace.

 Um júri de Los Angeles, nos Estados Unidos de seis mulheres e seis homens deliberado cerca de duas horas antes de considerar Jace, 53, culpado de assassinato em segundo grau no 19 de maio de 2014, a morte de abril Jace, de acordo com o Gabinete do County District Attorney a Los Angeles. Os jurados também  consideraram verdadeira a alegação  de que Jace  usava uma arma de fogo.
Jace pode pegar até 40 anos à prisão perpétua em sua sentença,  prevista para 10 de Junho, um crime que o ator confessou previamente às autoridades..
O ator estava chateado que sua esposa queria o divórcio e estava obcecado  pois acreditava de que ela estava vendo outra pessoa,o  vice-promotor distrital Tannaz Mokayef disse aos jurados durante o julgamento. Quando abril Jace chegou cerca de 8 horas naquela noite na casa do casal no bairro Hyde Park da cidade, ele atirou-lhe uma vez na parte de trás, disse o promotor.
Jace, em seguida, atirou mais duas vezes nas pernas na frente de seus filhos, que eram 8 e 5 no momento.

Michael Jace, que trabalhou em filmes como “Forrest Gump: O Contador de Histórias” (1994) e “Planeta dos Macacos” (2001), participou de maneira destacada na conhecida série policial “The Shield” durante 89 capítulos, entre 2002 e 2008.

Os fatos remontam a maio de 2014, quando a polícia deteve o ator como o principal suspeito de matar a tiros sua mulher em seu domicílio de Los Angeles.

A investigação indicou que April Jace tinha acabado de chegar em casa, após buscar seus filhos em um treino de beisebol, e que o crime aconteceu depois de uma acalorada discussão.

No momento do assassinato, o casal estava junto há nove anos e tinha dois filhos.

A defesa de Michael Jace argumentou durante o julgamento que não há provas suficientes para determinar que se tratou de um crime com premeditação, enquanto a promotoria considerou que Jace planeou o assassinato depois que sua mulher tinha pedido o divórcio.