Noticias

Dois policiais foram presos acusados de chefiar milícia de Campo Grande

Dois policiais foram presos no Rio acusados de chefiar a maior milícia da zona oeste da cidade. O policial civil Alexandre Castilho de Oliveira, o Nazista, e o policial militar Lucas Nunes de Oliveira, o Goiano, foram detidos na manhã desta terça (30).

A prisão foi feita pelo grupo especializado no combate ao crime organizado, Gaeco, do Ministério Público do Estado do Rio. Outro acusado, Sidney Carvalho da Silva, o Lacraia, está foragido.

O grupo criminoso é conhecido por extorquir dinheiro de comerciantes de comunidades carentes e moradores de conjuntos habitacionais. A milícia dominava serviços como o transporte alternativo, TV a cabo clandestina e a venda de gás de cozinha.

Foram cumpridos 25 mandados de busca e apreensão. Entre as apreensões estão cerca de R$ 107 mil em dinheiro, um carro roubado com placa clonada e notas promissórias. Dentro do carro foram encontrados documentos de um policial militar, preso em flagrante.

Segundo os promotores, Alexandre Castilho assumiu a chefia da milícia em 2011, ao mesmo tempo em que exercia a função de policial civil. Sidney, homem de confiança de Castilho, foi o responsável pela condução de motocicletas utilizadas em assassinatos. Lucas Nunes de Oliveira ia na garupa e executava as vítimas.

 

(Fonte:Agência Brasil)