Noticias

Polícia prende ‘Bamba’ na zona norte do Rio

Policiais da 25ª DP (Engenho Novo) prenderam, na madrugada deste sábado (6), Anderson da Silva Verdan, o “Bamba”, 31 anos. O rapaz é acusado de matar Angelito Barros Correia de Mello, 27 anos, em agosto de 2012, e de ter participado da tentativa de assalto que vitimou Geovanna Victória de Barros Firmino, de apenas um ano, em janeiro deste ano, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense.

De acordo com a PM, Anderson foi encontrando tentando entrar no Morro do Urubu, em Pilares, zona norte, e contra ele constam três mandados de prisão. Anderson possui 9 anotações criminais por tráfico, homicídio e latrocínio.

Crimes

Geovanna morreu com um tiro no peito quando estava na cadeirinha do carro da mãe, que foi abordada pelos bandidos em Belford Roxo. A mãe do bebê, Priscila de Barros Firmino, de 24 anos, seguia pela Rua Nunes Sampaio, no bairro Parque das Palmeiras, em Belford Roxo, quando um Vectra preto com quatro homens emparelhou com o carro onde estava Geovanna.

Assustada, Priscila tentou escapar acelerando o automóvel e os criminosos dispararam. Uma das balas entrou pela janela do motorista e acertou a pequena Geovanna.

De acordo com o delegado titular da 54ª DP (Belford Roxo), Felipe Curi, a mãe contou na delegacia que um dos bandidos desceu do carro e disparou contra o veículo dela, que ainda estava em movimento. Priscila contou ter visto apenas o bandido que saltou do banco de trás do carro para efetuar o disparo.

A menina foi levada para um hospital particular em Nova Iguaçu, mas, segundo os médicos, já chegou morta à unidade. A mãe da vítima ficou em estado de choque.

Angolano é apontado pela polícia como autor do tiro que matou a menina. Um dos bandidos envolvidos no crime é Anderson da Silva Verdan, o “Bamba”. Ele continua foragido e foi reconhecido por outras duas pessoas que tiveram o veículo roubado pelo mesmo grupo logo em seguida ao homicídio.

Já na ocasião do crime ocorrido no PAM de Coelho Neto, em setembro de 2012, Angolano usou a comerciária Cláudia Lago de Souza, de 33, como escudo humano na unidade de saúde. Ela acabou morrendo após ser baleada no abdômen durante uma troca de tiros. Logo após, ele sequestrou um ônibus escolar com 40 crianças.

Angolano e Bamba são dos Morros da Pedreira, Quitanda e Lagartixa, em Costa Barros e, desde outubro de 2012 assumiram o controle do tráfico de drogas na comunidade Gogó da Ema. Eles têm anotações criminais por tráfico de drogas, associação para o tráfico, roubos e homicídios. Os dois estão com a prisão decretada pela Justiça.