Noticias

Drogaria do Leme indenizará jovem espancado por seguranças

A Drogaria Lemefarma,  localizada no Leme, Zona Sul do Rio, pagará R$ 15 mil de indenização a um rapaz esquizofrênico que foi tratado a socos e pontapés pelos seguranças da loja. O desembargador da 7ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do RJ, André Gustavo Correa de Andrade, manteve a sentença de 1ª instância contra o estabelecimento e majorou o valor da reparação, fixado incialmente em R$ 4 mil.

O crime aconteceu porque o jovem, menor à época dos fatos, recusou-se  a se submeter a uma revista nos bolsos, após ter sido acusado por uma balconista de furtar  pilhas. Os seguranças só cessaram as agressões contra o rapaz, que é morador do bairro e conhecido na região, após a intervenção de terceiros.

A vítima e seu representante legal disseram que, durante as investigações da polícia, prepostos da drogaria voltaram a acusar o menor de furto, como justificativa para a agressão perpetrada.

De acordo com os autos, o curador do jovem tentou solucionar o caso de forma amigável, para que não houvesse necessidade de o fato chegar à justiça, mas não teve êxito.